Novidades

Mitos e verdades sobre o ovo!

09/08/2018 - 15:48

Seja conversa antiga ou “notícia” nova na internet, existem várias opiniões quando o assunto é alimentação. Com tanta informação é fácil acabar acreditando no que é mentira e duvidando do que é verdade. Sobre ovo nós entendemos e vamos falar sobre alguns dos temas mais questionados acerca deste alimento.

Ovo não deve ser armazenado na porta da geladeira

VERDADE: Todas as vezes que abrimos a geladeira, os produtos que ficam na porta estão sujeitos às alterações de temperatura de forma mais brusca do que aqueles que estão no interior. Isto pode estragar o ovo com mais facilidade. A maneira certa de armazená-lo é nas prateleiras de dentro, evitando o contato com qualquer alimento que possa contaminar a casa, principalmente os que ainda estiverem crus.

Devemos lavar o ovo antes de guardá-los

MITO: A casca do ovo, que faz o papel de proteger seu conteúdo interno, é porosa. Nela, há uma película natural contra bactérias, como a conhecida Salmonela. Lavar o ovo aumenta a porosidade da casca e toda impureza existente nela pode ir para dentro do alimento e ficar o contaminando por dias até o consumo.

Ovo pode causar doenças cardiovasculares

MITO: Por muitos anos acreditou-se que o ovo aumentava o colesterol por conta da quantidade dessa substância encontrada no alimento, mas além de suas propriedades ajudarem a produção do colesterol bom (HDL), as doenças cardiovasculares estão mais relacionadas a uma série de fatores, entre eles, o consumo exagerado de alimentos ricos em gorduras saturadas e trans, com baixo valor nutricional.

O consumo do ovo cru não é indicado

VERDADE: Para que o ovo esteja ideal para consumo, é preciso passar pelo processo de cozimento em temperatura acima de 65ºC. O consumidor também deve optar por ovos de procedência confiável que são produzidos, manuseados e embalados com o mais alto nível de higiene. Nos supermercados e outros pontos de venda, certifique-se que o produto está armazenado em local limpo e em temperatura ambiente ou refrigerado, e confira se não há rachaduras nas cascas.

É recomendável não ingerir a gema

MITO: Jogar fora a gema é descartar os nutrientes mais importantes que o ovo nos oferece. Na gema encontramos a lecitina, que ajuda a controlar os níveis de gordura e colesterol ruim e também alguns nutrientes benéficos para os olhos, o cérebro e o sistema nervoso. Além disso, a parte mais interna do ovo ainda possui substâncias essenciais para o bom funcionamento do sistema digestivo e para absorção de cálcio.

Fotos

Compartilhar Granja Santa Marta